Notícias e Eventos

14/08/2017

Novo Exame: Cariótipo de Restos Ovulares

Compartilhe

 

Comprometido com a melhoria contínua de seus serviços e de sua equipe, o Grupo Sani disponibiliza seu mais novo exame: Estudo do Cariótipo de Restos Ovulares/Perdas Fetais. 

Perdas fetais (abortos espontâneos) são eventos frequentes pois ocorrem em cerca de 15% das gestações. Sabemos hoje que na maioria das vezes as causas são genéticas, especificamente anomalias cromossômicas, que são vistas em cerca de 60 a 70% dos casos.
É essencial estabelecer se o abortamento está ou não relacionado com uma doença cromossômica do próprio feto. Se houver o diagnóstico de alguma cromossomopatia, a causa da perda fetal está estabelecida e não há necessidade de fazer nenhuma investigação ginecológica ou hormonal da mãe. Dependendo do resultado encontrado, pode ser indicado o exame do cariótipo do casal.
Mesmo no primeiro abortamento indicamos o estudo cromossômico fetal. O processo de luto após uma perda fetal é associado com ansiedade e depressão. Se a perda fica sem explicação, o casal pode apresentar sentimento de culpa. O esclarecimento ao casal de que o abortamento foi causado por um defeito cromossômico esporádico do próprio feto e que a continuidade da gravidez seria impossível ou culminaria no nascimento de uma criança portadora de alguma alteração cromossômica, contribui significativamente para a aceitação da perda fetal e permitindo um aconselhamento genético mais eficiente dos casais antes de uma nova gravidez.

Equipe:

Dr Adil de Oliveira Pacheco – Biólogo, CRBio 08307-3D – Msc em Biologia Celular e Estrutural (UNICAMP); Especialista em Genética (UFRGS).

Aldalise Lago – Bióloga (UPF), CRBio 695340-3D.